EL NIÑO

Cafeicultores colombianos afetados pelo El Niño receberão U$13,4 mi

El Niño causou incêndios florestais, a morte de milhares de animais e grandes perdas na agricultura colombiana

Foto: EFE/Francis R. Malasig

Os cafeicultores colombianos afetados pelo El Niño contarão com 40 milhões de pesos (cerca de 13,4 milhões de dólares) para recuperar e reativar os cafezais deteriorados segundo anúncio oficial.

“São boas notícias para os cafeicultores do país, especialmente para aqueles em zonas afetadas pela seca. Foi aprovado um programa que vai ajudá-los a fazer novos plantios”, destacou o ministro da Fazenda, Maurício Cárdenas em um comunicado da Presidência da República da Colômbia.

Segundo o Governo, será dado um incentivo de 220 pesos (74 centavos de dólares) por árvore plantada e de 200 pesos (67 centavos de dólar) por árvore recuperada, os quais serão destinados à compra de fertilizantes para beneficiar 34 mil hectares cultivados.

O Governo explicou no comunicado que os recursos foram aprovados durante a reunião do Comitê Nacional de Cafeicultores durante a qual o governo se comprometeu a entregar 17 bilhões de pesos (cerca de 5,7 milhões de dólares) e o Fundo Nacional do Café 23 bilhões de pesos (cerca de 7,7 milhões de dólares).

Estatísticas do Centro Nacional de Pesquisa do Café (Cenicafé, na sigla em espanhol), e o Serviço de Extensão apontam que 469 mil cafeicultores e 693 mil hectares de café apresentaram algum tipo de dano pelo El Niño.

O fenômeno climático está associado a secas no país a partir do aumento da temperatura média na superfície do oceano, particularmente na zona central e oriental do Pacífico tropical.

As ondas atípicas de calor causadas pelo El Niño geraram na Colômbia incêndios florestais, a morte de milhares de animais e grandes perdas na agricultura, além de colocar o país à beira de um apagão por conta da redução nos níveis dos reservatórios das hidrelétricas locais.

Marcados com: , ,
Publicado em Agricultura

Twitter: efeagrobrasil