FEBRE AFTOSA

Chile suspende importação de carne da Colômbia por foco de febre aftosa

Segundo o Chile, a suspensão, que afeta a carne produzida desde 28 de maio, será mantida enquanto a condição sanitária justificar o bloqueio das importações

Foto: EFE/Cézaro De Luca

O Serviço Agrícola e de Criação de Gado do Chile informou nesta terça-feira que suspenderá temporariamente a importação de carne da Colômbia após a detecção de um foco de febre aftosa no departamento de Arauca, no norte do país.

O foco da doença, segundo o governo do Chile, foi notificado à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). As autoridades sanitárias da Colômbia também foram avisadas para monitorar o caso e avaliar da melhor maneira como lidar com a situação.

O departamento de Arauca, onde foi detectado o foco de febre aftosa, fica a cerca de 500 quilômetros da fronteira com o Brasil.

A medida afeta a carne produzida desde 28 de maio. Segundo o Chile, a suspensão será mantida até que a condição sanitária justifique o bloqueio das importações.

O Serviço Agrícola e de Criação de Gado do Chile indicou que autorizou a importação de carne do departamento de Arauca há cerca de um mês, após um longo processo de avaliação que demorou anos para ser concluído.

“A febre aftosa é uma doença viral, altamente contagiosa que afeta somente os ruminantes, causando graves perdas econômicas. O Chile foi declarado com país livre desta doença em 16 de janeiro de 1981”, declarou o órgão, informando que a condição permitiu que o país exportasse produtos aos mais exigentes mercados.

Marcados com: , , ,
Publicado em Pecuária

Twitter: efeagrobrasil