SECA

Empresas argentinas oferecem contratos com proteção contra seca para agricultores

Com a gestão de bases de dados de satélites e a aplicação de algoritmos e estatística, a empresa de tecnologia S4 criou um sistema de cobertura para a seca.

Foto: EFE/Larry W. Smith

Uma nova ferramenta financeira oferecida por três empresas que se aliaram na Argentina permitirá que os agricultores se protejam do risco de seca no país: contratos de futuros climáticos.

Esses contratos serão firmados a partir de um acordo assinado nesta segunda-feira entre o Rofex – o mercado de futuros da Bolsa de Comércio de Rosário – e as empresas S4 Agtech e Argentina Clearing.

Segundo indicou o Rofex em comunicado, através do chamado “Index S-4”, os produtores poderão avaliar o risco de seca que pode afetar suas colheitas e, por meio dos contratos futuros, se protegerem caso a safra seja prejudicada por esse tipo de evento climático.

“O mercado eletrônico possibilita transações muito mais eficientes que os tradicionais, agregando valor aos agricultores e oferecendo a chance de incorporar os produtores em locais nos quais os programas de transferência de risco tradicionais não chegam”, disse o Rofex na nota.

Através da gestão de bases de dados de satélites e a aplicação de algoritmos e estatística, a empresa de tecnologia S4 construiu o S4Index, que permite criar uma cobertura índice para a seca.

Se uma seca provocar um impacto negativo no rendimento a sagra e o índice cair abaixo do “gatilho” estipulado no contrato, é gerado um pagamento automático para o produtor.

Marcados com: ,
Publicado em Agricultura

Twitter: efeagrobrasil