UNIÃO EUROPEIA

Exportações agroalimentares da UE cresceram 9% em maio

Apesar de as importações agroalimentares terem crescido mais que as exportações, a balança comercial mensal da UE permanece positiva

Foto: EFE/Du Juan

Bruxelas, 24 jul (EFE).- Neste mês de maio, as exportações agroalimentares da União Europeia (UE) totalizaram 11,5 bilhões de euros, um crescimento de 9% no valor em relação ao mesmo mês do ano anterior, segundo cifras publicadas pela Comissão Europeia.

De junho de 2016 a maio de 2017, os maiores aumentos nos valores anuais se registraram nos Estados Unidos (122 milhões de euros mais), a China (105 milhões), Japão (88 milhões) e Hong Kong (79 milhões).

Além disso, as exportações para a Rússia de produtos que não fazem parte do veto imposto por Moscou também cresceram, somando 75 milhões de euros a mais.

Na contramão destas altas, as vendas de produtos agroalimentares ao mercado norte-africano diminuíram, com destaque negativo para o Marrocos (80 milhões de euros menos), a Argélia (37 milhões) e o Egito (33 milhões).

Por setores, aumentaram as exportações de vinho (22% a mais, 185 milhões de euros em valores), alimentação infantil (28,7%, equivalente a 150 milhões de euros) e leite em pó (53,6% e 147 milhões de euros a mais), enquanto que caíram as vendas de grãos (44,3% e 246 milhões de euros menos), as de porco (12% e 58 milhões de euros) e outros cereais (12,7% e 16 milhões de euros a menos).

Nas importações de países de fora do bloco, o valor anual aumentou em 1,247 bilhões de euros, alta de 13% em relação ao mesmo mês de 2016.

As importações dos Estados Unidos, Indonésia, Ucrânia e Austrália aumentaram em maior medida e as maiores quedas se registraram no Brasil, Gana e Camarões.

Quanto a produtos, os maiores aumentos se deram nas sementes oleaginosas, nos azeite de palma, nas frutas tropicais e no café não torrado, frente a um descenso nas importações das sementes de cacau.

Apesar de que as importações cresceram mais que as exportações, a balança comercial mensal permanece positiva, com um superávit de 675 milhões de euros.

Marcados com: , ,
Publicado em Economia

Twitter: efeagrobrasil