HOLANDA

Alimentos contaminados com pesticida tóxico deixam Holanda em alerta

O órgão holandês responsável pela segurança alimentar, a NVWA, espera terminar hoje as inspeções em 180 fazendas que supostamente utilizaram o pesticida

Bruxelas, 3 ago (EFE).- O sistema de controle alimentar na Holanda amanheceu nesta quinta-feira sob suspeita por causa de uma série de lotes de ovos contaminados com um pesticida tóxico, o fipronil, vendidas no país e exportadas para a Alemanha e cujo consumo foi desaconselhado pelo Governo.

O organismo holandês responsável pela segurança alimentar, a NVWA, espera terminar hoje as inspeções em 180 fazendas do país que supostamente utilizaram este pesticida, utilizado para eliminar o ácaro vermelho e que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera tóxico para uso humano.

A imprensa local publica hoje a “confusão” gerada pela NVWA, que disse em um primeiro momento que os níveis do pesticida utilizado não tinham risco para a saúde, mas emitiu depois um alerta sobre alguns lotes específicos, que recomendou jogar fora e não consumir até novo aviso.

Trata-se dos ovos brancos com o rótulo X-NL-40155XX, que o Governo recomenda “não comer”, porque o seu “alto conteúdo em fipronil constitui uma grave ameaça para a saúde pública”, disse a NVWA em comunicado.

Fontes do órgão confirmaram à Agência Efe que estes lotes foram exportadas para a Alemanha e indicaram que a investigação “está em curso”.

Para saber se chegaram a outros países os Governos devem consultar o sistema de alerta alimentar rápido da União Europeia.

Várias organizações de consumidores contestaram hoje a eficácia deste organismo, considerando que ele “está confundindo” os cidadãos, segundo publicou o jornal “DutchNews”.

Marcados com: , ,
Publicado em Alimentação e bebidas

Twitter: efeagrobrasil