Mercosul

“Acordo comercial não saiu porque a Europa não quis”, dispara ministro da Agricultura

Blairo Maggi também disse que a transferência da embaixada brasileira em Israel precisa ser “discutida”

(Foto: Carlos Silva/Mapa)

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi declarou, nesta quarta-feira, que o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, que vem sendo negociado há anos, ainda não foi fechado unicamente “porque a Europa não quis”, isentando de culpa o presidente eleito Jair Bolsonaro, que nos últimos dias trocou farpas com o líder francês, Emmanuel Macron.

“Eu acompanhei de perto as negociações e posso afirmar que o Brasil flexibilizou tudo aquilo que pode para que o acordo fosse fechado. Se não saiu, foi porque a Europa não quis”, disse Maggi.

Durante a cúpula do G20, em Buenos Aires, o presidente da França, Emmanuel Macron, criticou o fechamento de parcerias comerciais com países que não respeitassem o Acordo de Paris, se referindo às críticas feitas por Bolsonaro ao compromisso contra as mudanças climáticas.

Bolsonaro respondeu prontamente que o francês estava defendendo seus interesses e os de seu país, que é um importante ator do agronegócio europeu, uma das grandes forças que tem emperrado o acordo com os sul-americanos.

O ministro, que está de saída junto com o governo do presidente Michel Temer, também pediu que o novo governo adote o diálogo e “traga para discussão” a questão de mudar a embaixada brasileira em Israel para Jerusalém, ressaltando que os países árabes, grandes compradores do Brasil, ficariam “chateados” com a decisão, o que poderia prejudicar o comércio e o agronegócio nacional.

Marcados com: , ,
Publicado em Economia

Twitter: efeagrobrasil