FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA

CNA lança programa de irrigação e reforça compromisso com conservação das águas

O Senar pretende capacitar o produtor e dar a ele condições de manejar os sistemas de irrigação de forma correta, para que use a água com mais eficiência

EPA/JIM LO SCALZO

No segundo dia do Fórum Mundial da Água, realizado em Brasília, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reforçou o compromisso dos produtores com a conservação dos recursos hídricos durante o lançamento do Programa Nacional de Irrigação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

“Estamos aqui para mostrar que o produtor rural produz com sustentabilidade e preserva o meio ambiente. Porém, mais do que isso, o produtor é quem mais se preocupa e produz cuidando da terra e da água”, afirmou João Martins, presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), na última segunda-feira (19).

O Fórum Mundial da Água é realizado trienalmente desde 1997 com o objetivo de debater práticas para um uso mais racional desse recurso. A edição deste ano – a primeira a ser realizada no Hemisfério Sul – teve início no último domingo (18) e se encerrará na próxima sexta-feira (23)

O projeto do Senar pretende capacitar o produtor rural e dar a ele condições de manejar os sistemas de irrigação de forma correta para ser mais eficiente no uso da água em sua propriedade. Com um total de 116 horas/aula, cada curso, que garante certificação, pode ser feito separadamente, de acordo com o interesse do produtor.

“Esse programa é fruto da demanda do setor, que sentiu a necessidade de atualizar seu conhecimento em técnicas e tecnologias voltadas à gestão do uso da água. Esse é o primeiro passo de muitos que virão, para que o produtor possa usar a água de forma responsável para produzir alimentos,” afirmou Daniel Carrara, diretor-geral do Senar, que também reveleu que sua equipe está elaborando o material didático das capacitações em parceria com empresas como a Netafim, líder em sistemas de gotejamento.

Para Ana Maria Valentini, produtora rural e presidente da Associação dos Produtores Rurais e Irrigantes do Noroeste de Minas Gerais (Irriganor), a iniciativa é fundamental para garantir a produção com sustentabilidade nas propriedades.

“Como o produtor vai fazer uma boa gestão se ele não tiver capacidade de usar as tecnologias que nós temos disponíveis? Esse programa chega em boa hora, pois a sociedade está cobrando do produtor rural o uso mais racional e sustentável da água”, avalia Valentini.

A meta para este primeiro ano é capacitar mil produtores rurais nos temas Manejo da Irrigação, Sistemas de Irrigação por Aspersão, Irrigação Localizada, Irrigação por Superfície, Fertirrigação e Gestão de Energia Elétrica na Irrigação.

Marcados com: , ,
Publicado em Meio ambiente e Tecnologia