AZEITONA

EUA avançam para impor tarifa sobre importação de azeitona preta da Espanha

No início de junho, o Departamento de Comércio dos EUA afirmou que os produtores espanhóis recebem subsídios ilegais do governo espanhol

EFE/Raúl Caro

Os Estados Unidos deram mais um passo para impor tarifas sobre as importações de azeitona preta da Espanha, uma decisão que deve ser tomada apenas em 24 de julho.

“A Comissão de Comércio Internacional dos EUA (ITC) realizou determinações afirmativas na fase final da investigação de antidumping e de direitos compensatórios sobre a azeitona preta da Espanha”, afirmou o órgão em comunicado publicado hoje.

No início de junho, o Departamento de Comércio dos EUA afirmou que os produtores espanhóis recebem subsídios ilegais do governo do país, colocando a azeitona preta como alvo de concorrência desleal.

A Comissão de Comércio não citou, por enquanto, nenhuma sanção comercial. No entanto, segundo os produtores da Espanha, as tarifas americanas podem chegar a 34,75%, contra os 21,6% atuais.

O governo americano disse ter descoberto em sua investigação que as azeitonas espanholas são vendidas a um preço até 25,5% inferior ao valor de mercado.

A decisão será tomada pelo ITC no próximo dia 24 de julho. Depois que a resolução final for aprovada, o Departamento de Comércio deverá decidir se impõe tarifas sobre a azeitona espanhola.

A tarifa de 34,75% seria imposta por um período de cinco anos, prorrogáveis por mais cinco.

A medida ainda criaria um precedente para questionar todos os produtos agrícolas procedentes da União Europeia (UE), já que colocaria em evidência o modelo de subsídios da Política Agrária Comunitária (PAC).

Twitter: efeagrobrasil