LEITE

Expoentes da pecuária leiteira debatem desafios do setor na Argentina

A 15ª edição do Congresso Pan-Americano do Leite acontece até quinta-feira nas instalações da Sociedade Rural Argentina.

EFE/María Paulina Rodríguez

Grandes empresas de Argentina, Brasil, Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia, além de organizações internacionais, debatem desde ontem em Buenos Aires os desafios e oportunidades da pecuária leiteira na 15ª edição do Congresso Pan-Americano do Leite.

“Apesar dos múltiplos desafios que o setor enfrentou e enfrenta no nosso continente, (o leite) continua sendo um alimento extremamente acessível para todas as famílias, sem distinções”, afirmou na abertura do evento o presidente da Federação Pan-Americana de Laticínios (Fepale), Daniel Pellegrina.

No congresso, realizado nas instalações da Sociedade Rural Argentina até quinta-feira, produtores, empresários e acadêmicos discutirão, com um olhar para o futuro, questões como a oferta, a sustentabilidade e a tecnologia do setor.

Alguns dos desafios citados por eles foram a sustentabilidade dos pequenos produtores, o crescimento do veganismo, a inserção das mulheres no setor e o acesso a tecnologias que garantam a segurança alimentar dos produtos lácteos.

Sanmartino lembrou que a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) escolheu a pecuária leiteira como a atividade que melhor combate a pobreza no mundo.

“Estamos trabalhando com veterinários e engenheiros agrônomos para levar ao produtor os métodos para trabalhar com saúde. Saúde que é exigida hoje em dia pelos mercados internacionais, afirmou o presidente da Fepale.

O congresso é realizado em paralelo com uma feira industrial e comercial, onde empresas de diversos países apresentarão inovadores equipamentos para o setor.

Marcados com: , , ,
Publicado em Pecuária

Twitter: efeagrobrasil