Soja Exportação

Exportação de soja e derivados aumenta e deve alcançar recorde de 95 milhões de toneladas em 2018

Previsão da Abiove, que reúne a indústria do setor, analisa produtos como soja em grão, farelo e óleo

Foto: Arquivo EFE/Weimer Carvalho

Maior exportador mundial de soja em grão, o Brasil deve mais uma vez superar as marcas relativas à exportação e produção da oleaginosa e seus derivados. Segundo os dados mais recentes da Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove), o país exportará, no balanço geral de 2018, 95 milhões de toneladas de soja, farelo e óleo.

A previsão de exportação de soja para este ano é de cerca de 77 milhões de toneladas, 1,2% a mais que as 76,1 milhões previstos no mês passado e 13% a mais do que as 68 milhões de 2017. A exportação de farelo e óleo de soja devem atingir 16,75 e 1,4 milhões de toneladas, respectivamente, ante 14,4 e 1,34 milhões do ano passado.

“O aumento da expectativa para esse ano vem de uma reavaliação positiva da produtividade do Brasil, que reflete a capacidade brasileira de atender as necessidades internas e externas”, avaliou o gerente de economia da Abiove, Daniel Furlan.

A produção de soja no país será de 119,5 milhões de toneladas em 2018, um aumento de 5% em relação às 113,8 milhões de toneladas de 2017. A produção de farelo e óleo é estimada em 32,8 e 8,65 milhões de toneladas, o que representa aumentos de 3,8% e 2,5%, respectivamente.

Para 2019, a Abiove avalia que ainda é cedo adotar uma postura otimista e projeta números similares ou até mesmo levemente inferiores aos de 2018.

“A baixa expectativa para 2019 decorre de uma avaliação inicial de área plantada e de uma estimativa conservadora de produtividade. Quando as condições climáticas e de plantio ficarem mais claras, vamos reavaliar os números”, disse Furlan.

Sobre a interferência da efervescência política brasileira no setor, a Abiove alegou que “fatores políticos não foram considerados na avaliação técnica”.

Marcados com: , ,
Publicado em Agricultura

Twitter: efeagrobrasil