EMPRESAS

Grupo químico alemão BASF fecha aquisição de negócios e ativos da Bayer

Ao todo, a BASF pagou 7,6 bilhões de euros por estes negócios e ativos, com os quais também serão transferidos 4.500 funcionários

EPA/RONALD WITTEK

A empresa química alemã BASF fechou a aquisição dos negócios de produtos fitossanitários, de biotecnologia e a fazenda digital da Bayer, desinvestimentos necessários para que o fabricante da aspirina possa adquirir a Monsanto.

A BASF informou nesta quarta-feira que a compra destes negócios e ativos marca sua entrada no negócio de sementes, herbicidas não seletivos e tratamentos de sementes.

O grupo assinou acordos em outubro de 2017 e abril de 2018 para adquirir negócios e ativos que a Bayer tinha que desinvestir para poder adquirir o fabricante americano de transgênicos Monsanto.

A BASF pagou 7,6 bilhões de euros por estes negócios e ativos, com os quais também serão transferidos 4.500 funcionários.

O desinvestimento compreende todo o negócio de sementes de hortaliças, alguns tratamentos para sementes, a plataforma de pesquisa para híbridos de trigo e herbicidas baseados no glifosato na Europa, que são aplicados na área industrial.

Também fazem parte da transação a transferência de três projetos de pesquisa na área de herbicidas e a fazenda digital da Bayer, que terá uma licença para determinadas aplicações desta fazenda digital.

A BASF obtém também o negócio de glufosinato de amônio, que é um herbicida, e as atividades com algumas sementes.
Estas transações já se completaram, exceto para o negócio de sementes de hortaliças que será fechado em meados de agosto.
O preço está sujeito a certos ajustes no fechamento da operação.

Marcados com: , ,
Publicado em Economia

Twitter: efeagrobrasil