ECONOMIA VERDE

Transição a uma economia verde pode gerar 24 milhões de empregos até 2030

Os maiores superávits de empregos ocorreriam no continente americano e na Europa, enquanto Oriente Médio e a África devem registrar pequenas quedas

EFE/Sebastiao Moreira

Adotar políticas públicas que facilitem a transição a economias verdes pode gerar até 24 milhões de novos empregos mundialmente até 2030, afirmou nesta segunda-feira (14) a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

A condição para essa conversão é que se limite o aumento da temperatura global a no máximo 2%, conforme estabelecido no Acordo de Paris sobre mudança climática, adotado em 2015, explicou a organização ao apresentar o seu relatório 2018 sobre as perspectivas do trabalho.

Os setores nos quais a criação de empregos seria mais significativa são a agricultura, as energias renováveis, a construção e a gestão de resíduos.

Os novos postos de trabalho compensariam os 6 milhões de empregos que se perderiam noutras áreas, disse em entrevista coletiva Catherine Saget, principal autora do relatório.

“Os novos empregos serão criados adotando práticas sustentáveis no setor energético, com instalações mistas de energia, promovendo o uso de veículos elétricos e melhorando a eficiência energética dos edifícios”, explicou.

A especialista da OIT lembrou que os serviços vinculados a ecossistemas empregam atualmente 1,2 bilhões de trabalhadores, sobretudo nas áreas de pesca, agricultura, silvicultura e atividades turísticas.

Segundo Saget, os maiores superávits em termos de emprego ocorreriam no continente americano e, mais modestamente, na Europa, pela criação projetada de postos em atividades relativas à economia de energia, assim como na agricultura ecológica.

No sentido oposto, o Oriente Médio e a África devem apresentar uma leve perda de empregos, o que a especialista atribuiu à alta dependência dessas regiões de combustíveis fósseis e mineração.

De maneira geral, somente dois setores da economia – a extração e refinamento de petróleo – perderão mais de 1 milhão de empregos, enquanto que 2,5 milhões surgirão unicamente no setor elétrico baseado em energias renováveis.

A OIT apontou também que, para aproveitar as oportunidades oferecidas pela economia verde, nos próximos anos os países devem tomar “medidas urgentes” para formar seus trabalhadores nas habilidades requeridas, para que “transitem para os novos empregos” que surgirão.

Marcados com: , ,
Publicado em Economia

Twitter: efeagrobrasil